RE/MAX entra em saldos e coloca no mercado mais de dois mil imóveis a baixo preço - Imobusiness

Skip links

RE/MAX entra em saldos e coloca no mercado mais de dois mil imóveis a baixo preço

As reduções podem ir até 46,2% do valor de angariação, sendo que a campanha realiza-se até 28 de fevereiro. Albufeira, Viseu e Setúbal apresentam maior número de imóveis com baixa de preço.


A RE/MAX lançou de novo a campanha de baixa de preços e colocou no mercado 2.088 imóveis para venda com descontos até 46,2% do valor de angariação.
Em comunicado, a que o Imobusiness teve acesso, a mediadora imobiliária revela que estarão a preço mais reduzido, até 28 de fevereiro, 753 moradias e 330 apartamentos. De acordo com a RE/MAX, a campanha contempla ainda 690 terrenos, três garagens, 37 armazéns, 150 lojas e oito escritórios comercializados a um preço mais reduzido.

A RE/MAX garante ainda que “os interessados poderão, assim, adquirir a um preço mais competitivo um total de 263 T2 (114 são apartamentos e 149 moradias), 386 T3 (113 apartamentos e 273 moradias) e 167 moradias T4”.
A liderar o top 3 das regiões com maior número de propriedades abrangidas pela campanha estão Albufeira, com 77 imóveis, seguida de Viseu (com 57) e Setúbal (com 50).

Citada no comunicado, a presidente executiva da RE/MAX, Beatriz Rubio, realça que estas campanhas têm vindo a proporcionar uma boa oportunidade de negócio para investidores, mas também para quem procura a sua casa de sonho. “A inovação e a renovação da oferta são determinantes para que possamos ajudar os nossos clientes, vendedores e compradores, a encontrar o melhor negócio para ambas as partes”, salienta Beatriz Rubio.

No mesmo comunicado pode ler-se que esta é a 14ª edição desta iniciativa que tem ajudado a mediadora a escoar rapidamente alguns dos imóveis em carteira e também a aumentar o seu volume de negócios.
Na campanha 2018-19, a RE/MAX concretizou mais 7% de transações do que no ano anterior, sendo que, só no período da campanha, negociou um volume de preços na ordem dos 543 milhões de euros.