Gestão da Torre Oriente passa para as mãos da Cushman & Wakefield - Imobusiness

Skip links

Gestão da Torre Oriente passa para as mãos da Cushman & Wakefield

A Cushman & Wakefield vai reforçar a carteira de ativos imobiliários que tem sob gestão – que já ascende a mais de 410 mil metros quadrados de área e um volume anual de rendas de 50 milhões de euros.

A gestão da Torre Oriente, integrado no complexo Torres Colombo em Lisboa, passou em exclusivo para a consultora Cushman & Wakefield. O edifício estende-se por uma área bruta locável de 27.596,96 metros quadrados e é detido pela Union Investment.

Em comunicado, a consultora explica que irá assegurar a gestão do edifício a nível operacional e locativo, incluindo faturação e cobrança de rendas, gestão de contas bancárias, verificação de contas correntes e elaboração de relatórios do ativo, entre outros serviços.

O Partner e diretor do departamento de gestão imobiliária da consultora em Portugal, Bruno Silva, sublinha que “este mandato traduz a confiança depositada na nossa capacidade de gestão de ativos imobiliários importantes e premeia o bom trabalho desenvolvido pela nossa equipa nos últimos anos em várias geografias”.

Além das acessibilidades, com uma oferta variada de transportes públicos, o edifício apresenta como trunfos o facto de ter uma área de cerca de dois mil metros quadrados por cada um dos 13 pisos e de contar com os serviços oferecidos pelo Centro Comercial Colombo como restaurantes, hipermercado, ginásio, farmácia, lavandarias, instituições financeiras, entre outros.

A consultora revela ainda que a equipa de gestão imobiliária tem hoje, sob a sua alçada, 40 edifícios de escritórios, 4 centros comerciais, 12 unidades de retalho e 4 unidades logísticas, num total de mais de 410 mil metros quadrados de área e um volume anual de rendas de 50 milhões de euros.